Regulamentação das apostas esportivas no Brasil 2024

Regulamentação das apostas esportivas no Brasil: A nova era das apostas explicada para você

Bem-vindo ao nosso guia abrangente sobre a regulamentação das apostas esportivas no Brasil! Neste artigo, você encontrará não apenas um panorama detalhado da situação atual, mas também uma perspectiva clara sobre como a legislação está se formando para abraçar essa atividade tão popular. Sabemos que o caminho até a regulamentação completa pode parecer complexo e repleto de incertezas. No entanto, estamos aqui para desmistificar esse processo, oferecendo análises aprofundadas, esclarecimentos sobre a legislação vigente e o que esperar no futuro. Se você tem interesse em apostas esportivas, se preocupa com a segurança jurídica das suas atividades ou simplesmente deseja entender como o Brasil está posicionado neste mercado global, você veio ao lugar certo. Entre conosco nesta análise completa, onde sua compreensão será elevada e suas preocupações, mitigadas. Acompanhe-nos até o final e descubra tudo o que precisa saber sobre a regulamentação das apostas esportivas no Brasil.

Linha do tempo: como as apostas foram regulamentadas no Brasil?

A regulamentação das apostas esportivas no Brasil tem passado por uma série de evoluções e adaptações ao longo dos anos. Inicialmente, a legislação brasileira proibia quase todas as formas de apostas, mantendo apenas loterias e jogos de azar regulamentados pelo governo.

No entanto, com o crescimento da popularidade das apostas esportivas no mundo todo, especialmente nos países europeus e nos Estados Unidos, o Brasil começou a revisar suas leis para permitir esse tipo de atividade.Abaixo, colocamos uma linha do tempo que resume as principais etapas da regulamentação das apostas esportivas no Brasil:

1830: Jogos de Azar Proibidos

O Código Criminal do Império proíbe oficialmente todas as atividades de jogos de azar no Brasil.

Proibição de jogos de azar
Licença temporária para um cassino

1923: Autorização Temporária de Cassinos

Epitácio Pessoa permite a operação temporária de clubes e cassinos em locais específicos para impulsionar o turismo.

1932: Consolidação da Legislação das Loterias

É criado um conjunto abrangente de regras para unificar as regulamentações de loterias no Brasil.

Consolidação da legislação sobre loterias
Nova proibição de apostas

1946: Nova Proibição de Jogos de Azar

O presidente Eurico Gaspar Dutra proíbe todos os jogos de azar no país, fechando 71 cassinos que estavam em operação.

1967: Novo Marco Legal para Loterias

O Decreto nº 204/1967 dá ao governo federal direitos exclusivos de operação de loterias.

Nova estrutura jurídica para as loterias
Apostas autorizadas em corridas de cavalos

1984: Apostas em Corridas de Cavalos Autorizadas

As apostas em corridas de cavalos são legalizadas, mas apenas em autódromos e clubes de jóquei autorizados para fomentar a equinocultura nacional.

1993: Legalização dos Bingos

Os bingos são autorizados para financiar programas nacionais de esportes.

Legalização do jogo de bingo
Proibição de centros de bingo

2004: Proibição dos Bingos

Leis e medidas provisórias que permitiam os bingos são revogadas, encerrando essas operações.

2015: Recriação da Loteria Instantânea

A LOTEX (Loteria Instantânea Exclusiva), conhecida pelas raspadinhas, é reinstaurada pela Lei 13.155/2015.

Recriação da Loteria Instantânea
Nova estrutura legal para loterias

2018: Novo Marco Legal das Loterias

A Lei 13.756/2018 estabelece as apostas de cota fixa e regulamenta as loterias.

2020: Loterias Estaduais

O STF declara inconstitucional a exclusividade federal para a exploração de loterias, permitindo que os estados criem suas próprias.

Autorização para estabelecer suas próprias loterias.
Progresso legislativo

2021: Avanços Legislativos

Diversos estados aprovam leis para estabelecer suas loterias enquanto o Congresso debate a regulamentação das apostas e dos jogos de azar.

2022: Expansão das Loterias Estaduais

Vários estados iniciam o processo para criar suas próprias loterias, incluindo apostas online.

Ampliação das loterias estaduais
Medidas regulatórias federais

2023: Medidas Regulamentares Federais

O governo federal emite uma medida provisória para regulamentar as apostas esportivas, encaminhando-a ao Congresso juntamente com uma proposta legislativa.

2023: Novo Projeto de Lei sobre Apostas

A Câmara dos Deputados aprova o Projeto de Lei nº 3626/23, que regulamenta as apostas esportivas e jogos online.

Nova lei de apostas
Alterações do Senado

2023: Emendas no Senado

O Senado propõe mudanças significativas no projeto de lei aprovado pela Câmara, excluindo jogos online e retornando a proposta para nova votação na Câmara.

2023: Nova Lei de Apostas Aprovada

A Nova Lei de Apostas, agora a Lei nº 14.790/2023, é sancionada após ser aprovada pela Câmara dos Deputados e assinada pelo Presidente, regulamentando apostas esportivas e jogos online no Brasil a partir de 29 de dezembro de 2023.

A nova lei de apostas foi aprovada
Killian Alexandr
Última atualização
12.06.2024
Para mim, a 14.790/2023 representa um dos maiores marcos das apostas esportivas e jogos de cassinos no Brasil. É a primeira lei que de fato regulamenta e define a estrutura que as casas de apostas nacionais deverão seguir para poder operar no Brasil e atuar com um CNPJ, e é um verdadeiro divisor de águas na regulamentação de apostas no nosso país.

O que é considerado um jogo de azar?

O que é considerado jogo?

A definição de “jogos de azar” no Brasil é estabelecida pelo Decreto-Lei n.º 3.688/1941, conhecido como a Lei das Contravenções Penais. O artigo 50 do decreto descreve que jogos de azar incluem aqueles em que o ganho e a perda dependem exclusiva ou principalmente da sorte.

Segundo a lei, consideram-se, jogos de azar:

  • o jogo em que o ganho e a perda dependem exclusiva ou principalmente da sorte
  • as apostas sobre corrida de cavalos fora de hipódromo ou de local onde sejam autorizadas
  • o jogo em que o ganho e a perda dependem exclusiva ou principalmente da sorte
  • as apostas sobre qualquer outra competição esportiva.

Essas definições de jogos de azar, apesar de formuladas há décadas, ainda são aplicáveis e relevantes para o cenário atual, especialmente no que diz respeito às modalidades de apostas online. A essência do que define um jogo de azar não mudou com a digitalização; o que se transformou foram os meios pelos quais os jogos são acessados e realizados.

Hoje, apostas esportivas online, jogos de cassino virtual e loterias digitais exemplificam a transição dos jogos tradicionais de azar para o ambiente online, mantendo a mesma base de aleatoriedade e sorte como fatores determinantes para o ganho e a perda.

Tipos de apostas permitidas no Brasil

Tipos de apostas permitidos no Brasil

Embora o setor de iGaming esteja passando por um processo de regulação das apostas esportivas no Brasil, atualmente apenas algumas modalidades são permitidas. Entre elas estão:

Loterias federais

Administradas pela Caixa Econômica Federal e supervisionadas pelo Ministério da Economia, as loterias federais englobam jogos como Mega-Sena, Quina, Lotomania, entre outros. A Lei n.º 13.155/2015 reinstaurou a Loteria Instantânea (LOTEX), a raspadinha. Com a Lei n.º 14.790/2023, as loterias federais também passam a incluir apostas de cota fixa.

As principais loterias do Brasil hoje são:

  • Mega-Sena
  • Quina
  • Lotomania

Esses jogos são parte da cultura brasileira e muito populares entre os apostadores. No entanto, eles não se enquadram na categoria de apostas esportivas, como veremos a seguir.

Loterias Estaduais

Após decisão do STF em 2020, os estados ganharam o direito de estabelecer suas próprias loterias. Em 2021 e 2022, várias loterias estaduais começaram a operar, oferecendo plataformas de apostas locais.

Apostas esportivas de cota fixa

Legalizadas pela Lei n.º 13.756/2018 e regulamentadas pela MP n.º 1.182/2023, as apostas de cota fixa incluem eventos esportivos e jogos online. Empresas interessadas devem seguir os requisitos do Ministério da Fazenda.

Vale notar que as apostas esportivas online se enquadram nessa categoria. Vamos detalhar os requisitos específicos dessas apostas mais abaixo, mas os principais pontos dessa lei são:

  • Os operadores de apostas precisam ser autorizados pelo governo brasileiro.
  • As empresas devem pagar uma taxa de licença e um valor fixo em impostos sobre sua receita bruta.
  • As casas de apostas online devem ter uma sede no Brasil e manter servidores físicos no país para processar as transações.

Bingos beneficientes

Os bingos beneficentes são exceções à proibição dos jogos de azar no Brasil. Apesar de os bingos terem sido proibidos em 2004, ainda é possível realizar eventos beneficentes que incluam jogos de bingo, desde que sejam destinados a arrecadar fundos para instituições de caridade. A autorização prévia das autoridades competentes é necessária, e os organizadores devem comprovar que os recursos arrecadados serão destinados para fins beneficentes.

Para esses eventos, é essencial cumprir todas as regulamentações e fornecer total transparência quanto à destinação dos recursos. As regras podem variar conforme a localidade, sendo recomendável que os organizadores consultem as leis locais antes de planejar qualquer evento beneficente envolvendo bingo​.

Poker como jogo de habilidade

O poker, diferentemente dos jogos de azar tradicionais, é frequentemente classificado como um jogo de habilidade no Brasil. Isso se deve à necessidade de estratégia, psicologia e capacidade de tomada de decisão rápida por parte dos jogadores, que podem influenciar significativamente o resultado do jogo.

Conforme estipula o parágrafo terceiro do artigo 50 da Lei nº 3.688, de 1941, são classificados como jogos de azar aqueles nos quais os resultados, isto é, ganhos ou perdas, são determinados exclusiva ou primordialmente pelo elemento sorte, exemplificados claramente pela dinâmica dos jogos em cassinos. Por outro lado, o poker é apontado por estudos, tanto nacionais quanto de âmbito internacional, como uma modalidade em que, na maioria das ocasiões, o jogador vitorioso conquista as fichas sem a necessidade de revelar suas cartas, demonstrando assim que o desfecho depende estritamente de sua competência e estratégia pessoal.

No entanto, se for jogado fora do mundo online, o que é legal é jogar sem apostas em dinheiro. Essa caracterização do poker como um jogo de habilidade tem implicações legais importantes, ajudando a diferenciá-lo dos jogos de azar sujeitos a regulamentações mais rigorosas e proibições.

Com a nova Lei de 2023, os jogos de cassino online também foram regulamentados, então, de forma geral, é possível afirmar que, em breve, o poker poderá ser praticado tanto de forma física quanto virtual em território brasileiro, com alguns detalhes a serem observados.

Como as apostas esportivas são regulamentadas no Brasil?

Regras que regem as apostas esportivas no Brasil

A regulamentação das apostas esportivas no Brasil é atualmente governada pela Lei n.º 13.756/2018, que legalizou as apostas de cota fixa (odds) e forneceu um prazo de até quatro anos para definir as regras. Em 2023, a Medida Provisória n.º 1.182/2023, conhecida como “MP das Apostas”, definiu as diretrizes para a operação de casas de apostas e a cobrança de impostos.

Objetivos da regulamentação

A regulamentação das casas de apostas tem como principal objetivo combater a manipulação de resultados e garantir um mercado transparente, com regras claras para operadores e apostadores. O governo visa oferecer um ambiente seguro e confiável, promovendo a integridade esportiva e aumentando a arrecadação de impostos.

Principais artigos da Lei n.º 13.756/2018

  • Artigo 29: Introduz a modalidade de apostas de cota fixa como uma loteria.
  • Artigo 30: Estabelece que as apostas devem ser realizadas em eventos esportivos reais, garantindo transparência nos prêmios e auditoria das operações.
  • Artigo 32: Prevê a tributação das casas de apostas com base na receita bruta de jogos.
  • Artigo 34: Estipula os prazos para a implementação das regras.

Medida provisória n.º 1.182/2023

  • Taxa de licença: As casas de apostas precisam pagar uma taxa única para operar legalmente no Brasil.
  • Imposto sobre GGR para as empresas: O imposto é de 12% sobre a receita líquida de jogos.
  • Distribuição dos impostos: Recursos são distribuídos entre diversos órgãos do governo, por exemplo, 13,6% para segurança pública, 22,2% para o Ministério do Esporte e 28% para o turismo. Mais detalhes podem ser vistos na íntegra da Lei aqui.

Fiscalização e monitoramento

O Ministério da Fazenda é responsável por emitir licenças e fiscalizar as casas de apostas. Há um esforço conjunto entre os Ministérios da Fazenda e do Esporte para monitorar e coibir manipulações de resultados.

Impostos sobre apostas para os jogadores

O sistema tributário atual para jogos e apostas no Brasil é resultado da Lei n.º 13.756/2018 e da Medida Provisória n.º 1.182/2023, que visa fornecer uma estrutura fiscal clara e eficiente para o setor.

Os apostadores enfrentam uma tributação de 15% sobre os prêmios que ganham, uma medida que impacta diretamente os lucros obtidos através de jogos e apostas. Este cálculo tributário é realizado com base no prêmio líquido, isto é, o valor do prêmio após a subtração das perdas incorridas em apostas da mesma natureza durante o período avaliado. A legislação vigente, que rege este mecanismo de tributação, não oferece mais a possibilidade de isenção para prêmios cujo valor seja inferior a R$ 2.112. Isso significa que agora, independentemente do montante dos prêmios ganhos, a alíquota de 15% será aplicada. Tal mudança na legislação assegura que todos os prêmios, desde os menores até os de grande valor, estejam sujeitos à mesma taxa de tributação, eliminando as isenções que antes beneficiavam ganhos menores.

Exemplo 1: Aposta simples e lucro

Imagine um apostador que ganha R$ 3.500 em uma aposta esportiva online. Aplicando a alíquota de 15%, o imposto sobre os ganhos seria de R$ 525. Portanto, o valor líquido recebido pelo apostador seria de R$ 2.975 após a dedução do imposto.

Exemplo 2: Cálculo de prêmio líquido

Suponha que um apostador ganhe R$ 6.000 em uma aposta, mas tenha perdido R$ 4.000 em outras apostas esportivas no mesmo ano. Nesse caso, o prêmio líquido seria de R$ 2.000, após a subtração das perdas dos ganhos. A alíquota de 15% incidiria sobre esses R$ 2.000, resultando em um imposto de R$ 300.


De acordo com o Ministério da Fazenda, espera-se que a aplicação da nova legislação gere aproximadamente R$ 2 bilhões em 2024. A medida busca criar uma uniformidade entre as diferentes modalidades de jogos de azar, evitando discrepâncias entre os tipos de apostas e prêmios obtidos.

Detalhes sobre a retenção de impostos nas apostas

No Brasil, para as casas de apostas que vão operar legalmente e possuem licenciamento, o imposto sobre os prêmios é retido na fonte. Isso significa que o operador da casa de apostas é responsável por calcular e recolher o imposto devido diretamente ao governo, antes de liberar o prêmio ao apostador. Essa prática simplifica o processo para os ganhadores, garantindo que a obrigação tributária seja cumprida automaticamente.

Por outro lado, se um apostador optar por utilizar serviços de casas de apostas que não possuem autorização para operar no Brasil, a responsabilidade pela declaração e pagamento do imposto sobre os ganhos passa a ser exclusivamente do apostador. Neste caso, é necessário que o apostador declare seus ganhos de forma mensal através de carnê-leão, seguindo as diretrizes estabelecidas pela Receita Federal.

Em suma, aos poucos, vamos aprender como vai funcionar a regulamentação das apostas esportivas na prática, com mais medidas sendo tomadas e regras estabelecidas. A intenção é transformar o mercado de apostas esportivas em um setor seguro e transparente para todos os envolvidos, desde operadores até apostadores.

Killian Alexandr
Última atualização
12.06.2024
Eu acho importante notar aqui que a nova Lei define que a cobrança de impostos deve ocorrer na fonte. Ou seja, a própria casa de apostas vai coletar o imposto, facilitando muito para nós apostadores. No entanto, isso só vale para casas nacionais. Nas internacionais, a declaração ainda fica a cargo do usuário pelo Carnê Leão.

Legalidade de casas de apostas estrangeiras no Brasil

Qual é a legalidade das casas de apostas estrangeiras no Brasil?

A legalidade das casas de apostas internacionais não depende diretamente da legislação brasileira, mas sim das regras do país onde a casa de apostas está sediada. Por exemplo, em países como Malta e Reino Unido, as apostas esportivas são regulamentadas, tornando as casas sediadas nesses locais legais se estiverem de acordo com as normas locais.

Posso apostar em casas de apostas internacionais?

Sim, até o momento, é legal para brasileiros apostarem em casas de apostas internacionais licenciadas nos seus respectivos países. Embora a exploração de jogos de azar no Brasil seja proibida, a Polícia Federal entende que esse dispositivo não se aplica aos sites sediados no exterior (Parecer n.º 453/2017-SELP/COGER). Isso significa que apostar em casas estrangeiras não constitui atividade ilícita.Com a aprovação da Lei n.º 14.790/2023, foi concedido um prazo mínimo de seis meses para que as casas de apostas internacionais se adaptem aos padrões de licenciamento e fiscalização. Isso valida ainda mais o entendimento de que é legal para os brasileiros apostar em casas devidamente licenciadas no exterior.

Dicas para escolher casas de apostas internacionais

  • Licenciamento: Verifique se a casa de apostas é licenciada por órgãos respeitáveis, como a Malta Gaming Authority ou a UK Gambling Commission.
  • Reputação: Pesquise avaliações de outros usuários para verificar a experiência com segurança, suporte ao cliente e métodos de pagamento.
  • Segurança: Escolha sites que usem criptografia SSL e ofereçam métodos de pagamento seguros.
  • Conformidade legal: Acompanhe as mudanças na legislação local para garantir que as apostas em casas internacionais estejam dentro das normas.

Apostar em sites estrangeiros pode ser seguro e legal, desde que você escolha empresas licenciadas e respeitáveis. Fique atualizado sobre as mudanças na legislação de apostas para uma experiência segura e sem preocupações.

Riscos para o apostador ao apostar em esportes no Brasil

Riscos para o jogador ao apostar em esportes no Brasil

Apostar em esportes pode ser uma atividade divertida e, para alguns, lucrativa. No entanto, como qualquer forma de jogo, vem com riscos significativos. Os apostadores no Brasil enfrentam desafios únicos, devido tanto à legislação vigente quanto às armadilhas comuns associadas ao vício em jogos. Aqui estão os principais problemas que um apostador pode encontrar e algumas dicas para evitar esses perigos:

Problemas comuns ao apostar em esportes:

  • Vício em jogos de azar: O risco mais sério é o potencial de desenvolver um vício em jogos de azar, levando a problemas financeiros, familiares e psicológicos graves.
  • Fraudes e golpes: Sites de apostas não licenciados podem ser fraudulentos, levando à perda de fundos sem possibilidade de recuperação.
  • Problemas legais: Apostar em sites ilegais no Brasil pode resultar em consequências legais para o apostador. Embora o risco de penalidades e multas para apostas em jogos ilegais seja baixo, a legislação brasileira prevê multas de R$2.000,00 a R$200.000,00 em certos casos, colocando uma sombra de risco sobre apostadores não informados.
  • Problemas financeiros: A gestão inadequada do orçamento de apostas pode levar a perdas financeiras significativas.
  • Segurança dos dados: Falhas na segurança de sites podem expor dados pessoais e financeiros a hackers.

Dicas para apostar de forma segura:

  • Estabeleça limites de apostas: Antes de começar a apostar, determine um orçamento específico para suas apostas e atenha-se a ele, evitando gastar mais do que pode perder.
  • Escolha casas de apostas licenciadas: Aposte apenas em sites de apostas que sejam regulamentados e licenciados por órgãos reconhecidos, garantindo sua legitimidade e segurança. Por enquanto, ainda não temos casas de apostas legais sob a nova Lei de 2023, mas essa situação deve mudar em breve.
  • Mantenha um registro de apostas: Acompanhe suas apostas para entender o valor que está investindo e o retorno obtido. Isso pode ajudá-lo a estabelecer estratégias mais eficazes e controlar seu orçamento
  • Utilize ferramentas de jogo responsável: Muitos sites oferecem limites de depósito, autoexclusão e outras ferramentas para promover o jogo responsável. Use essas ferramentas para manter o controle.
  • Uso de bancos digitais e carteiras virtuais: Para contornar possíveis restrições bancárias, muitos apostadores utilizam bancos digitais e carteiras virtuais como alternativas para depósitos e saques em sites de apostas, proporcionando mais flexibilidade e segurança nas transações.
  • Informe-se sobre as leis e regulamentações: Acompanhar as mudanças na legislação e entender as regulamentações vigentes é crucial para apostar dentro da legalidade e evitar possíveis penalidades.

O futuro das apostas esportivas no Brasil

Qual é o futuro das apostas esportivas no Brasil?

O futuro das apostas esportivas no Brasil é bastante promissor, especialmente depois da aprovação da Lei n.º 14.790/2023, que traz um conjunto de regras claras e prazos para que os operadores de apostas se ajustem ao novo cenário. O objetivo é criar um setor mais seguro e transparente, beneficiando tanto os operadores quanto os apostadores.

Na minha opinião, o aumento da legalização das apostas esportivas no Brasil é uma tendência. Com a regulamentação das apostas esportivas no Brasil iGaming, mais empresas licenciadas deverão entrar no mercado e oferecer serviços de qualidade aos brasileiros, criando mais empregos e aumentando a arrecadação de impostos.

Além disso, o avanço da tecnologia deve trazer novas formas de apostas, como as apostas ao vivo e em dispositivos móveis. Com isso, os usuários terão uma experiência mais imersiva e conveniente.

No entanto, é importante que haja um acompanhamento rigoroso das operações para garantir a integridade do mercado e prevenir possíveis abusos. É papel dos órgãos reguladores e das empresas licenciadas trabalharem juntos para criar um ambiente seguro e responsável para os apostadores brasileiros. Assim, o futuro das apostas esportivas no Brasil será ainda mais brilhante.

Killian Alexandr
Última atualização
12.06.2024
Ainda é cedo para prever como o cenário de apostas vai evoluir no Brasil, mas já temos várias casas em processo de regulamentação e, em breve, esse vai se tornar um grande diferenciador competitivo entre as várias casas de apostas.

Resumo: É legal apostar em esportes no Brasil?

A resposta é sim, contanto que seja feito em plataformas de casas de apostas internacionais licenciadas ou plataformas nacionais que estejam em conformidade com as exigências da nova lei. Isso marca uma significativa evolução na postura do país em relação às apostas, movendo-se de um cenário de restrições para um ambiente regulamentado e aberto à competição legal e segura.

A Lei n.º 14.790/2023 é o documento-chave que os apostadores e operadores devem consultar para entender as obrigações, direitos e os marcos regulatórios estabelecidos para a atividade de apostas esportivas no país. Ela estabelece critérios claros para a licença dos operadores, além de promover práticas de jogo responsável e garantir a segurança e proteção dos usuários.

Portanto, nos parâmetros estabelecidos pela legislação vigente, participar de apostas esportivas no Brasil é uma atividade legal e que tende a crescer em popularidade e abrangência, à medida que mais operadores obtêm suas licenças e iniciam suas atividades no país. É crucial, para os apostadores, permanecerem informados sobre as leis e regulamentações para garantir uma experiência de aposta segura e dentro da legalidade.

Perguntas Frequentes (FAQ)

Sim, apostar em esportes é legal no Brasil, se for feito por meio de plataformas internacionais licenciadas ou plataformas nacionais que estejam em conformidade com as exigências da nova Lei n.º 14.790/2023.

Apostar com casas de apostas internacionais pode ser seguro, desde que escolha operadoras licenciadas e regulamentadas por órgãos reconhecidos internacionalmente. É importante verificar a reputação da casa de apostas, bem como ler avaliações de outros usuários.

No Brasil, os rendimentos obtidos com apostas esportivas estão sujeitos à tributação de 15% segundo a nova lei. Os apostadores devem declará-los no Imposto de Renda, seguindo as alíquotas aplicáveis aos ganhos de capital.

A legislação brasileira, especialmente após a Lei n.º 14.790/2023, permite vários tipos de apostas esportivas, incluindo apostas pré-jogo (cota fixa) e jogos online. Também são permitidas apostas em resultados, marcadores de jogos, e outros tipos específicos de apostas, dependendo das regras estabelecidas por cada casa de apostas licenciada.